Portfólio

9 registros encontrados

Filtro(s) escolhido(s):
Edições Tapioca

02
Junho
2015

e-Boca Livre


Já conhecido por um estilo polemista e provocativo, o sociólogo Carlos Alberto Dória, autor de vários livros sobre história e cultura culinária, nesse e-Boca Livre a sua visão sobre como a culinária e a gastronomia estão misturadas no cotidiano da vida. A perspectiva do distanciamento do dia a dia permite a reflexão do leitor a partir das coisas mais simples – o consumo de leite condensado, o excesso de açúcar, a descoberta de novas sabores e ingredientes – até os rumos imaginados da “nova gastronomia brasileira” em processo de formação.

Dória se debruça sobre assuntos abordados na imprensa diária, sobre os bastidores dos restaurantes mais destacados, os rumos da indústria da alimentação e os seus “escândalos” que vez por outra vêm à tona, bem como sobre hábitos arraigados de nossa cultura ou o “espanto” diante de inovações à mesa. Tudo tem o sentido de orientar o leitor que, entre uma garfada e outra, às vezes come coisas prazerosas, mas em outras indigestas para o corpo e a mente. O sentido das crônicas reunidas aqui é propiciar, então, um “comer com consciência”, sem automatismos de qualquer tipo, de modo a percebermos como os gestos à mesa nos vinculam às pessoas próximas e também às ações mais distante no enorme território do comer; território onde, além de encontrarmos nossa “identidade”, corremos o risco constante de nos perdermos.

 

 


12
Dezembro
2014

Doce Vida em Paris


Uma narrativa das aventuras gastronômicas (com receitas) de David Lebovitz, chef de pâtisseries e autor de livros de culinária, na Cidade Luz - Doce Vida em Paris é uma visão divertida e irreverente dos queijos, chocolates e outras iguarias parisienses.

Desde seu aprendizado das regras de ferro da conduta social até o mistério dos calçados masculinos, passando por donos de loja que dão duro para não lhe venderem nada e pela etiqueta de como lidar corretamente com um prato de queijo, este livro conta a história de como David se apaixonou - e até mesmo compreendeu - essa gloriosa, embora às vezes enlouquecedora, cidade.

Quando ele reparou que metamorfoseara-se em un vrai parisien? Talvez quando encontrou-se considerando comprar meias masculinas decoradas com personagens de desenhos animados. Ou talvez quando foi ao banco com 135 euros para pagar uma conta de 134 e achou completamente normal quando o banco disse que não tinha troco. Ou quando se arrumou todo para levar o lixo para rua, porque aceitou o fato que em Paris aparências e imagem são tudo.

O livro ainda conta com mais de 50 receitas originais, que mandarão os leitores correndo para a cozinha quando pararem de rir.

 


30
Junho
2014

Restaurant Man - O homem por trás do negócio


Joe Bastianich, sem dúvida, um dos mais bem sucedidos restaurateurs dos Estados Unidos - e talvez do mundo. E como bom garoto italiano do Queens, tranformou sua paixão por comida e vinho em um império. Neste livro, Joe reconta sua incrível jornada iniciada no pequeno restaurante de seus pais, compartilhando histórias fascinantes sobre seus estabelecimentos e seus famosos chefs parceiros: sua mãe Lídia Bastianich e Mario Batali. Apresentando a realidade do negócio, embalada por uma trilha de rock' n' roll, Restaurant Man é leitura obrigatória para os aficcionados pela boa cozinha, empreendedores e aspirantes a restauranteurs. 

Tradução: Thais Rocha


12
Maio
2014

Cerveja em casa


Conhecidas como as "Garotas da Cerveja", as americanas Christina Perozzi e Hallie Beaune descomplicam o mundo da cerveja caseira com receitas e dicas simples e muito divertidas. Cerveja em casa oferece uma visão prática da fabricação caseira, com receitas que certamente agradarão aos diversos paladares dos amantes dessa tendência que veio para ficar!


10
Março
2014

Para que serve um crítico gastronômico?


Prosa das mais agradáveis, Para que serve um crítico gastronômico? é um livro para quem gosta de boa literatura. Não se limita a saciar apenas os fãs do comer bem. O jornalista Gilles Pudlowski apresenta sua autobiografia à mesa com bossa de cronista. De garfada em garfada, traz à luz passagens marcantes de sua carreira e detalhes do ofício de avaliar refeições. Tudo começa pela intrigante pergunta do título. Quem avalia restaurante para ele é, ou pelo menos deveria ser, um porto seguro para o leitor.


«  Anterior  001|002 Próximo »